FGV: empresas gastam 6,7% de sua receita em TI

As empresas no Brasil gastam e investem 6,7% de sua receita em tecnologia da informação (TI), valor que dobrou nos últimos 14 anos, de acordo com a 22ª Pesquisa Anual do Uso de Informática, divulgada hoje pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). O professor Fernando Meirelles, coordenador da pesquisa, acredita que esse porcentual vai chegar a 8% nos próximos anos. A pesquisa foi realizada em 5.000 empresas, com 2.148 respostas válidas de grandes e médias empresas.

RENAN CARREIRA, Agencia Estado

20 de abril de 2011 | 14h50

Segundo o levantamento, o custo anual nas empresas por teclado subiu para US$ 11 mil, ou cerca de R$ 20 mil. "Um computador custa R$ 20 mil por ano nas empresas", disse Meirelles. Ele explicou por meio da operação de divisão por que a conta está aumentando. "O denominador, isto é, o número de teclados, não se altera, está estabilizado, enquanto o numerador, os investimentos, cresce."

De acordo com a pesquisa, a Microsoft continua a dominar o ambiente corporativo: Windows, Office e Explorer respondem por 91% ou mais do uso. Por outro lado, o Linux estacionou há três anos em 20% do uso dos sistemas operacionais corporativos.

Pela primeira vez, a FGV divulgou o uso dos Sistemas Integrados de Gestão (ERPs, na sigla em inglês) por porte das empresas pesquisadas. Dentre aquelas que registram de 30 a 160 teclados, 54% usam Totvs, seguido por SAP (8%), Oracle (8%), Infor (3%) e outros (27%). Também usam mais Totvs (40%) aquelas empresas que possuem entre 160 e 550 teclados, seguido por SAP (20%), Oracle (19%), Infor (5%) e outros (16%). Já entre as empresas com mais de 550 teclados, o ERP mais utilizado é o SAP (50%), seguido do Totvs (21%), Oracle (20%), Infor (7%) e outros (2%).

No total das empresas pesquisadas, o ERP mais usado é o Totvs (38%), seguido do SAP (27%), Oracle (17%), Infor (5%) e outros (13%). Isso significa que Microsoft, Totvs, SAP e Oracle mantiveram ou ampliaram a liderança em seu segmento.

Atualmente há 85 milhões de computadores em uso no Brasil, número que deve chegar a 140 milhões em 2014, segundo a tendência apurada pela pesquisa da FGV. O total de telefones no País chega a 250 milhões e o de TVs, a 155 milhões. "No Brasil, para cada computador temos duas TVs e três telefones", afirmou Meirelles.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.