FGV: IGP-10 de maio foi a maior taxa desde dezembro

O Índice Geral de Preços - 10 (IGP-10) de maio, que registrou inflação de 1,52%, foi a maior taxa desde dezembro do ano passado, quando o IGP-10 havia subido 1,59%. A informação é baseada em tabela com a série histórica do indicador, fornecida pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em divulgações anteriores do índice.Dos três indicadores que compõem o IGP-10, o Índice de Preços por Atacado (IPA) acumula aumentos de 5,26% no ano e de 13,35% em 12 meses. O IPA representa 60% do total do IGP-10. De acordo com a FGV, os preços dos produtos agrícolas no atacado registram elevações acumuladas de 4,89% no ano e de 30,08% em 12 meses, até maio. Já os preços dos produtos industriais no atacado acumulam avanços de 5,40% no ano e de 7,96% em 12 meses.A FGV informou que, na análise dos preços por produtos, as altas mais expressivas no atacado, no IGP-10 de maio, foram registradas em arroz em casca (31,95%); minério de ferro ( 15,51%); e adubos e fertilizantes compostos (9,43%).VarejoNo varejo, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) acumula altas de 2,80% no ano e de 5,03% em 12 meses até maio. O IPC representa 30% do total do IGP-10.De acordo com a fundação, a aceleração na taxa do IPC, de abril para maio (de 0,61% para 0,67%) foi causada por elevações de preços mais intensas em três das sete classes de despesa pesquisadas. Mais uma vez, a movimentação de preços no grupo Alimentação foi destaque, visto que os preços no setor aceleraram de forma expressiva (de 1,13% para 1,70%), no período. Além desse grupo, houve inflação mais intensa nos setores de Vestuário (de 0,41% para 0,93%) e de Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,34% para 0,78%), de abril para maio.Na análise por produtos, as altas de preço mais expressivas no varejo, no IGP-10 de maio, foram registradas em mamão papaia (28,97%); pão francês (8,44%); e leite tipo longa vida (4,02%).ConstruçãoNa construção civil, o Índice Nacional de Custos da Construção (INCC) acumula aumentos de 3,10% no ano e de 7,30% em 12 meses, até maio. O INCC-10 representa 10% do total do indicador.De acordo com a FGV, a aceleração na taxa do INCC-10, de abril para maio (de 0,73% para 0,85%) foi influenciada por aumento mais intenso de preços nos segmentos de materiais e serviços (de 0,88% para 0,95%); e de mão-de-obra (de 0,57% para 0,74%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.