FGV: inflação ao consumidor no IGP-10 sobe 0,76% em maio

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) do IGP-10 medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV) em maio registrou variação de 0,76%. Em abril, o indicador havia registrado alta de 0,88%. Quatro das oito classes de despesa componentes do índice registraram decréscimo em suas taxas de variação. O principal destaque partiu do grupo Alimentação (1,71% para 1,16%). Nesta classe de despesa, vale mencionar o comportamento do item hortaliças e legumes, cuja taxa passou de 15,65% para 2,72%.

FRANCISCO CARLOS DE ASSIS, Agencia Estado

15 de maio de 2014 | 09h29

Também apresentaram decréscimo em suas taxas de variação os grupos: Educação, Leitura e Recreação (0,71% para -0,16%); - Transportes (0,62% para 0,50%); e Vestuário (1,08% para 0,81%). Nestas classes de despesa, de acordo com os técnicos da Fundação Getúlio Vargas (FGV), destacam-se os itens: passagem aérea (5,92% para -14,62%), gasolina (0,97% para 0,28%) e roupas (1,34% para 1,08%), respectivamente.

Em contrapartida, o indicador apresentou acréscimo das taxas de variação em Saúde e Cuidados Pessoais (0,72% para 1,43%); Habitação (0,56% para 0,65%); Comunicação (-0,09% para 0,15%); e - Despesas Diversas (0,35% para 0,39%).

As maiores contribuições para estes movimentos partiram dos itens medicamentos em geral (0,84% para 2,40%), tarifa de eletricidade residencial (0,06% para 2,54%), tarifa de telefone residencial (-0,66% para 0,39%) e alimentos para animais domésticos (0,90% para 1,21%), respectivamente.

Tudo o que sabemos sobre:
IGP-10IPCFGVmaio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.