FGV: inflação pelo IPC-S acelera para 0,34% até o dia 22

O Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) subiu 0,34% na semana até 22 de outubro, segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV). No índice anterior, de até 15 de outubro, a fundação apurou alta de 0,30% para o mesmo índice. Este foi o maior resultado para o índice desde a primeira semana de agosto de 2008, quando o indicador subiu 0,44%.Segundo a FGV, os fatores que levaram à aceleração da inflação se originaram de elevações de preços mais intensas em quatro das sete classes de despesa usadas para cálculo do índice, entre 15 e 22 de outubro. É o caso de Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,30% para 0,35%); Educação, Leitura e Recreação (de 0,05% para 0,06%); Transportes (de 0,10% para 0,12%); e Alimentação (de 0,22% para 0,41%). Esse último grupo foi o destaque no resultado do índice, sendo a classe de despesa que mais contribuiu para a taxa maior do IPC-S. Segundo a FGV, 11 dos 21 gêneros alimentícios componentes do grupo registraram acréscimos em suas taxas de variação, cujos principais destaques de movimentações de preços foram: carnes bovinas (1,47% para 2,82%), arroz e feijão (1,09% para 2,29%) e laticínios (-1,74% para -1,04%).Quanto às outras classes de despesa, dois grupos apresentaram desaceleração de preços no período. É o caso de Vestuário (de 0,93% para 0,83%); e de Despesas Diversas (de 0,49% para 0,11%). Já o grupo Habitação permaneceu com a mesma taxa de elevação de preços, no período (de 0,39%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.