FGV: inflação pelo IPC-S perde força em 5 de 7 capitais

A inflação no varejo da cidade de São Paulo voltou a apresentar desaceleração, no âmbito do Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S). Segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV), os preços na capital paulista subiram 0,04% na terceira prévia do índice, medida até a última segunda-feira (dia 22), após avançarem 0,19% na prévia anterior do indicador, apurada até 15 de junho. Ainda segundo a FGV, das sete capitais usadas para cálculo do índice, cinco apresentaram elevação de preços menos intensa, ou deflação, na passagem da segunda para a terceira leitura de junho do IPC-S.

ALESSANDRA SARAIVA, Agencia Estado

24 de junho de 2009 | 08h36

Além de São Paulo, houve desaceleração ou quedas de preços em Porto Alegre (de 0,20% para 0,19%); Recife (de 0,13% para -0,03%); Rio de Janeiro (de 0,43% para 0,32%) e Salvador (de 0,84% para 0,68%). As duas capitais restantes apresentaram aceleração de preços ou fim de deflação. É o caso de Belo Horizonte (de -0,05% para +0,24%) e Brasília (de 0,24% para 0,25%).

Embora todas as cidades contribuam para a formação da taxa do índice, a inflação na cidade de São Paulo é a de maior peso no cálculo do IPC-S , cujo resultado total também registrou desaceleração, de 0,29% para 0,20%, entre a segunda e a terceira prévias de junho do indicador, conforme anunciado ontem pela FGV.

Tudo o que sabemos sobre:
inflaçãoIPC-SFGV

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.