Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

FGV: IPC-S acelera para 0,25% na 1ª prévia de outubro

A inflação mensurada pelo Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) acelerou para 0,25% na prévia encerrada em 7 de outubro, resultado superior ao apurado no IPC-S imediatamente anterior, que subiu 0,18% na quadrissemana encerrada em 30 de setembro. A informação foi divulgada hoje pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Das sete classes de despesa usadas para cálculo do indicador, quatro apresentaram aceleração de preços ou fim de deflação no período.

ALESSANDRA SARAIVA, Agencia Estado

08 de outubro de 2009 | 08h28

As movimentações de preços que mais contribuíram para a aceleração do IPC-S partiram dos seguintes grupos: Habitação (de 0,41% para 0,54%), Vestuário (de 0,42% para 0,83%), Educação, Leitura e Recreação (de -0,02% para 0,06%) e Transportes (de 0,24% para 0,33%). Houve aceleração de preços ou deflação mais fraca em taxa de água e esgoto residencial (de 1,44% para 1,97%), calçados (de 0,28% para 0,90%), passagem aérea (de -4,12% para -3,33%) e álcool combustível (de 2,76% para 4,51%), respectivamente.

De acordo com a FGV, três classes de despesa apresentaram desaceleração de preços ou deflação mais forte no período. É o caso de Alimentação (-0,11% para -0,15%), Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,06% para 0,05%) e Despesas Diversas (de 0,80% para 0,75%). Entre os produtos pesquisados para cálculo do IPC-S, os que apresentaram as altas de preços mais expressivas no índice de até 7 de outubro foram batata-inglesa (12,79%), gás de botijão (3,20%) e açúcar refinado (10,80%). Já os produtos que registram as quedas de preços mais intensas foram leite tipo longa vida (-11,10%), cenoura (-21,96%) e tomate (-5,99%).

Tudo o que sabemos sobre:
inflaçãoFGVIPC-S

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.