coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

FGV: preço da energia até 2015 reduzirá crescimento

A elevação no preço da energia elétrica entre 2006 e 2015 provocará um ritmo menor de crescimento econômico no Brasil e poderá comprometer o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do País. Esta é a conclusão de um estudo realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e apresentado hoje pelo professor Fernando Garcia, durante o seminário "Energia e Crescimento", em Brasília.O estudo prevê que o Brasil cairá quatro posições no ranking do IDH, entre os 100 países consultados pela pesquisa do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). O Brasil passaria, então, da 39ª posição para o 43º lugar, em 2015, superado por China, Tailândia, Turquia e Irã.O levantamento, que considera os dados do Plano Decenal de Expansão de Energia Elétrica, mostra que o preço médio da energia subirá 20,3% nesse período e chegará a um aumento de 34,5% no caso da energia consumida pelas indústrias. O porcentual de aumento, segundo o estudo, ficaria bastante superior ao crescimento da renda média do brasileiro, estimado em 19,1% para estes 10 anos.

GERUSA MARQUES, Agencia Estado

30 de outubro de 2007 | 13h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.