FGV prevê inflação menor em agosto

O Índice Geral de Preços Mercado (IGP-M) de agosto deve fechar abaixo de 1,31%, que foi o resultado do mesmo indicador em julho, próximo a 1%. A previsão é do economista da Fundação Getúlio Vargas (FGV) Salomão Quadros.Ele observou que muitas das pressões inflacionárias que influenciaram os resultados do indicador em julho não estarão presentes em agosto, como o reajuste de combustíveis da Petrobras, em vigor desde o dia 15 de junho, e os reajustes de tarifas como energia elétrica e telefone.O analista reiterou ainda que os últimos resultados dos Índices Gerais de Preços (IGPs) mostram que os desempenhos dos IGPs estão se aproximando da faixa de 1%. Sobre o IGP-M de agosto, ele afirmou que "é difícil prever? se o índice ficará abaixo de 1%. "O que eu acho é que você tem mais elementos de desaceleração do que de aceleração (para o IGP-M de agosto)", disse.Meta de inflaçãoQuadros acredita no cumprimento da meta de inflação do governo. De qualquer forma, ele observou que o comportamento da inflação no segundo semestre deve ser verificado com atenção. Isso porque vários fatores poderiam contribuir tanto para uma alta de preços quanto para o aumento da demanda, os quais pressionariam a inflação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.