FHC disse que foi obrigado a elevar os juros, conta Approbatto

O presidente Fernando Henrique Cardoso disse nesta manhã que o governo está preocupado com a inflação e que as circunstâncias o obrigaram a elevar os juros. A conversa foi com o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Rubens Approbatto, que esteve com Fernando Henrique, no Palácio da Alvorada. Segundo relato do presidente da OAB, FHC disse que o mercado, inicialmente, reagiu bem ao aumento dos juros, mas que o governo prefere aguardar uma definição mais clara do quadro. O presidente, ainda segundo Approbatto, considerou necessário o aumento dos juros para conter a escalada inflacionária. Fernando Henrique manifestou também, segundo o presidente da OAB, preocupação com a ameaça de guerra entre Estados Unidos e Iraque, que poderia trazer repercussões trágicas no cenário internacional. Rubens Approbatto entregou ao presidente um livro sobre Seminário Brasil, que será lançado em novembro. Após a audiência, Fernando Henrique recebeu em seguida o governador reeleito de Goiás, Marconi Perillo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.