FHC diz não ter poder para impedir especulação no mercado

O presidente Fernando Henrique Cardoso disse hoje que não tem meios de impedir a especulação e a alta do dólar. "O governo fez o que pôde", afirmou o presidente, lembrando que os fundamentos econômicos estão em ordem. "Eu não posso impedir que as pessoas comecem a especular. Não tenho meios para isso", disse. Segundo o presidente, "não há razão para a tensão pré-eleitoral".Ele lembrou que os principais candidatos à Presidência já firmaram compromisso com os fundamentos da economia. Fernando Henrique não quis responder se achava possível o candidato do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, vencer a eleição no primeiro turno.Ironias ao PT e diplomaAo discursar na inauguração da segunda linha de transmissão Tucuruí-Vila do Conde, em Barcarena, no Pará, o presidente ironizou o programa eleitoral do PT apresentado ontem, em que foram apresentadas obras em diversas administrações petistas. Segundo o presidente, muitas das obras mostradas no programa são federais ou foram executadas com recursos da União.O presidente Fernando Henrique Cardoso disse ainda não considera o diploma universitário uma necessidade para quem ocupa a Presidência da República. "O presidente tem que ter é competência, capacidade de resolver questões", disse. "As pessoas devem avaliar em função da pessoa e não em função de títulos. Se for por título, faz-se um concurso na universidade." O programa eleitoral do candidato do PSDB, José Serra, desta semana criticou o fato de Lula não ter diploma universitário.O presidente já deixou Barcarena, de helicóptero, com destino a Belém, onde inaugura aonde hoje obras viárias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.