FHC diz que caças russos têm chance em concorrência da FAB

A agência de notícias russa RIA informou que o presidente Fernando Henrique Cardoso, em entrevista exclusiva concedida antes de partir para Moscou, disse que os caças russos Su-35 têm chances reais de serem os vencedores da concorrência que está realizada pela Força Aérea Brasileira para aquisição de 24 novos aeronaves. "Quando a concorrência foi anunciada, houve gente que disse que tratava-se de um jogo de carta marcadas e que o vencedor seria escolhido antecipadamente, pois a principal empresa brasileira do setor, a Embraer, tem entre seus acionistas a companhia francesa Dassault, que fabrica os caças Mirage. Isso não é verdade. Nosso maior interesse é o de receber tecnologias", disse o presidente ao responder uma pergunta sobre as chances russas caso a tecnologia seja transferida juntamente com aviões. "Nós não estamos com pressa para comprar aviões pois não há ameaça de guerra nesse momento. Mas estamos interessados em tecnologias, porque quase todas elas têm objetivos duplos e podem ser empregadas com êxito para fins pacíficos." Segundo Fernando Henrique, a decisão final sobre a concorrência será baseada "em critérios objetivos e não terá nenhuma motivação política". O presidente acrescentou que o critério decisivo será a vantagem econômica para o Brasil, "não apenas do ponto de vista de se adquirir um bom avião mas também sob o ponto de vista de estimular a produção no País em geral."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.