bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

FHC reafirma potencial de crescimento do País

O presidente Fernando Henrique Cardoso voltou a defender hoje, durante a inauguração da nova unidade da Toyota em Indaiatuba, região de Campinas (SP), a crença no potencial do País e em sua administração. Ao citar que, mesmo em períodos de turbulência, os investimentos diretos estrangeiros continuam sendo realizados no setor produtivo brasileiro, FHC afirmou: "É neste Brasil que temos de acreditar, é preciso que as pessoas saiam dos gabinetes da especulação e andem pelo Brasil real que avança mais e mais e é o lastro verdadeiro de nossa capacidade de crescer."No evento realizado na manhã de hoje em Indaiatuba e no qual estiveram presentes, além do presidente FHC, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin; o ministro do Desenvolvimento da Indústria e Comércio Exterior, Sérgio Amaral; o ministro dos Transportes, João Henrique de Almeida; e Souza, o embaixador Luiz Felipe Lampreia, a diretoria da Toyota e outras autoridades, o presidente da Toyota no Brasil, Hiroyuki Okabe, elogiou a política econômica do atual governo e disse que ela propiciou o desenvolvimento da indústria automobilística no Brasil.No rápido discurso que fez durante o evento, FHC disse que o exemplo da Toyota, ao confiar no Brasil e ampliar seus investimentos, deveria ser seguido por todos. "É preciso seguir o exemplo da Toyota e contribuir para o desenvolvimento do País", destacou o presidente Fernando Henrique Cardoso. Além de elogiar a iniciativa da empresa japonesa, FHC fez um rápido balanço das realizações de seu governo, destacando não apenas o crescimento do setor automotivo, mas também o desenvolvimento de outros segmentos, tais como o energético, de telecomunicações e de infra-estrutura. "A Toyota finaliza que há condições firmes de o Brasil avançar, pois as bases física e produtiva da economia já estão sólidas."O presidente destacou, ainda, o aumento no fluxo de investimentos estrangeiros diretos no Brasil. Na sua avaliação este fluxo é "surpreendente e crescente", mesmo nos momentos de crise. Ele citou que antes de assumir o governo os investimentos estrangeiros diretos no Brasil estavam ao redor de US$ 2 bilhões ao ano. E que durante o seu governo, a média de investimentos chegou a US$ 2 bilhões ao mês. "Nos primeiros meses deste ano, os valores chegaram a US$ 7 bilhões e, em junho, eles continuam sendo realizados." Segundo ele, a diferença é que esses investimentos vêm "pingados" na pequena e média empresa, contribuindo para o desenvolvimento tecnológico do parque industrial brasileiro.AlckminO governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse hoje que a atual crise do mercado financeiro ?é apenas uma bruma passageira?, e citou os investimentos recentes na área industrial de São Paulo para mostrar a confiança dos empresários no estado e no País. Em discurso na solenidade de inauguração da expansão da fábrica da Toyota, em Indaiatuba, Alckmin citou que apenas nesta semana, São Paulo sediou três grandes investimentos: além da Toyota, a inauguração da nova unidade da Embraer, em Gavião Peixoto, e da nova unidade da empresa Unilever, em Valinhos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.