FHC viaja à Argentina para discutir Mercosul

O presidente Fernando Henrique Cardoso tem programada uma viagem à Argentina no próximo dia 17, para marcar a retomada do diálogo no Mercosul, depois de um 2001 turbulento. No dia seguinte, deve ocorrer uma reunião de cúpula do Mercosul ampliado, com a participação de Chile e Bolívia.Segundo fontes do governo brasileiro, será uma reunião de caráter político. ?Precisamos criar um quadro positivo na agenda interna do Mercosul, pois fevereiro é um mês carregado de negociações com outros parceiros?, disse um negociador.Entre os dias 5 e 8, por exemplo, está programada uma reunião do Mercosul com os Estados Unidos, para o chamado acordo 4+1. O encontro, que ocorrerá em Washington, tratará de barreiras técnicas ao comércio de produtos industriais. O 4+1 também será discutido nos dias 6 e 7, em Buenos Aires, pelo grupo de assuntos agrícolas. No dia 8, também na capital argentina, haverá uma reunião de representantes do Mercosul com o México, para tratar de um acordo do setor automotivo.Uma reunião preparatória dos sócios do Mercosul para a reunião de cúpula com a União Européia está marcada para os dias 6, 7 e 8 de fevereiro, em Buenos Aires. Na pauta, está a discussão de 30 medidas para facilitar o comércio entre os dois blocos, a maioria tratando de questões aduaneiras.De fevereiro a abril, técnicos do Mercosul discutirão a tática de negociação com os europeus. O encontro de cúpula está marcado para maio, em Madri.Nos dias 14 e 15 de fevereiro, em Buenos Aires, será realizada uma nova reunião do Grupo do Mercado Comum, a cúpula do Mercosul. Esse encontro já ocorreu em dezembro, em Montevidéu, mas praticamente nada foi decidido, porque a renúncia do então presidente da Argentina, Fernando de la Rúa, ocorreu em meio ao encontro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.