Fiat 500 tem série especial com a grife de luxo Gucci

Preço do modelo top de linha da edição limitada nos EUA é o mesmo que o de um Fiat Dualogic no Brasil

Economia & Negócios,

12 de junho de 2013 | 09h18

TORONTO - O Fiat 500 Gucci Edition chega às lojas dos Estados Unidos este mês por preços a partir de US$ 23,7 mil, o equivalente a R$ 50,6 mil. O modelo mais caro custa US$ 27,7 mil, o equivalente a R$ 59,1 mil. A edição terá quantidade limitada.

No Brasil, por causa dos impostos, a versão normal custa quase tanto quanto a série especial Gucci nos Estados Unidos. Na tabela do Jornal do Carro, o Fiat 500 Dualogic 1.4 8V custa R$ 42,4 mil. Os modelos Sport Air, Louge Air e Multair 16V custam R$ 48,9 mil, e o Cabrio 1.4 16 válvulas custa R$ 57,9 mil.

O lançamento da série especial Gucci confirma o sucesso do modelo no mercado americano, segundo o grupo Chrysler. O modelo Gucci, que leva o nome da famosa grife italiana, terá versão convencional e conversível nas cores Gucci Nero e Gucci Branco.

"O êxito do Fiat 500 demonstra que há uma clientela que aprecia e exige carros pequenos de grande qualidade e com destreza, tecnologia e estilo", disse Jason Stoicevich, diretor da marca Fiat nos Estados Unidos.

O interior do modelo da série especial é decorado em cores exclusivas da Gucci. As rodas são estilo retrô, de 15 polegadas e alumínio. As calotas são estampadas com a letra G entrelaçada do logotipo da grife italiana. Até as pastilhas de freio são pintadas com o verde Gucci.

A Fiat comprou a Chrysler no processo de concordata da montadora patrocinado pelo governo Obama, e vem usando a presença no mercado americano garantida pela posse da Chrysler para comercializar um de seus próprios modelos.

O Fiat 500, o camoso 'Cinquecento', marcou o retorno da Fiat aos Estados Unidos pela primeira vez desde 1983, quando deixou oficialmente o país. Os americanos parecem ter se esquecido da reputação de má qualidade da Fiat, que derrubou as vendas de 100.511 unidades em 1975 para 14.113 em 1982. E o Fiat 500 vem sendo bem sucedido. Com Agência EFE

Tudo o que sabemos sobre:
FiatCinquecentoChrysler

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.