Fiat e BMW assinam acordo para cooperação em corte de custos

Montadoras examinam possibilidade de uso conjunto de componentes para reduzir gastos com produção

Hélio Barboza, da Agência Estado,

08 de julho de 2008 | 15h47

A montadora alemã BMW e a italiana Fiat assinaram um acordo para possível cooperação nas marcas Mini e Alfa Romeo, com o objetivo de reduzir custos. "Estamos examinando com o Grupo Fiat possibilidades para uso conjunto de componentes e sistemas nos veículos Mini e Alfa Romeo, a fim de atingir economias de escala e, por conseguinte, reduções de custo", disse num comunicado Friedrich Eichiner, membro do conselho executivo da BMW. Segundo a montadora alemã, ambas as empresas concordaram em não fornecer detalhes da possível colaboração. Os resultados das discussões "provavelmente serão atingidos no fim do ano", comunicou a BMW. "A cooperação proposta com a BMW é um apoio significativo para nossa estratégia de alianças", afirmou o presidente-executivo da Fiat, Sergio Marchionne. "O Grupo BMW vai fornecer à Fiat apoio ao lançamento da marca Alfa Romeo no mercado norte-americano", acrescentou. Um analista italiano disse que o acordo claramente tem "importância estratégica", e observou que a possibilidade de uma cooperação no desenvolvimento de motores seria "realmente interessante", dado o know-how (conhecimento) da Fiat em motores de baixa emissão. Mais cedo, a Fiat confirmou as notícias publicadas na imprensa segundo as quais a montadora fechará quatro das cinco fábricas na Itália durante uma semana por mês entre setembro e novembro em razão da queda nas vendas. Já a BMW está cortando 8.100 empregos em todo o mundo, sendo 5 mil no quadro de trabalhadores temporários. A medida faz parte de um amplo programa de corte de custos que prevê a economia de 6 bilhões de euros (US$ 9,383 bilhões) até 2012. A empresa havia comunicado anteriormente que negocia uma possível cooperação com a Daimler, mas até agora não há detalhes sobre tais negociações entre as duas montadoras alemãs.

Mais conteúdo sobre:
Setor AutomotivoFiatBMW

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.