Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Fiat é líder nas vendas de automóveis, aponta Fenabrave

Em segundo lugar aparece a Volkswagen, com 23,1%, seguida pela GM, com 21,43%

Beth Moreira, da Agência Estado,

04 de setembro de 2007 | 16h55

A Fiat manteve a liderança nas vendas de automóveis e comerciais leves no acumulado dos primeiros oito meses de 2007 com 26,09% de participação, segundo dados divulgados hoje pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Em segundo lugar aparece a Volkswagen, com 23,1%, seguida pela GM, com 21,43%. A Ford e a Honda aparecem em quarto e quinto lugar com 10,95% e 3,45%, respectivamente.   Veja também:  Venda de veículos tem o melhor desempenho em 10 anosNo que diz respeito às vendas somente de automóveis, a configuração dos primeiros três colocados não muda em agosto, com Fiat, Volkswagen e GM nas três primeiras posições com 28%, 23,55% e 23,12%, respectivamente. Ford e Renault aparecem em quarto e quinto lugares com participação de 8,47% e 3,86% cada. No segmento de comerciais leves, a Fiat aparece como líder de vendas com 21,26%, seguida pela GM com 18,25% e Ford, com 18,19%. Volkswagen e Mitsubishi aparecem na seqüência com 13,51% e 8,77% de participação nas vendas nessa categoria.    Modelos   No ranking de emplacamentos de automóveis de agosto, o Pálio aparece como o modelo mais vendido, com 22.357 unidades, seguido pelo Gol, com 19.975, e pelo Uno com 13.498 unidades. Os modelos Fox e Cross Fox aparecem em quarto lugar com 12.735 unidades vendidas, seguidos pelo Celta, com 12.382 unidades comercializadas. No segmento de comerciais leves, a Strada foi a picape mais vendida em agosto, com 5.584 unidades. Em segundo e terceiro lugar estão a Eco Sport e a Montana com 4.172 unidades e 3.520 unidades, respectivamente. Saveiro e Kombi ocupam a quarta e quinta posição entre os comerciais leves mais vendidos no oitavo mês do ano com 2.541 e 2.310 unidades cada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.