Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Fibria acerta venda de fábrica de Piracicaba à Oji

A Fibria anunciou nesta quinta-feira que firmou contrato para venda de sua fábrica de papel em Piracicaba (SP) para o grupo japonês Oji Paper por 313 milhões de dólares.

REUTERS

22 de setembro de 2011 | 09h24

A conclusão da operação, com o pagamento do montante acertado, deve ocorrer em 29 de setembro, informou a empresa.

A Fibria havia anunciado em 11 de agosto que estava negociando com a Oji Paper sobre a venda da fábrica de Piracicaba, último ativo de papel da maior produtora de celulose do mundo.

No final de julho, a Fibria informou ter recebido propostas de compra da fábrica em Piracicaba, mas não havia revelado detalhes sobre valores.

A fábrica de Piracicaba produz cerca de 160 mil toneladas anuais de papéis térmicos, autocopiativos e couché.

O investimento da Oji Paper na fábrica de Piracicaba da Fibria incrementa as apostas da empresa no Brasil. A companhia já participa da Japan Brazil Paper and Pulp Resorces Development (JBP), que controla a terceira maior produtora de celulose do país, a Cenibra.

No final de 2010, a Fibria vendeu sua fatia no Consórcio Paulista de Papel e Celulose (Conpacel) por 1,45 bilhão de reais, além da distribuidora de papéis KSR, por 50 milhões de reais, para a Suzano, que já detinha a outra metade da Conpacel.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Tudo o que sabemos sobre:
PAPELFIBRIAASSINA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.