Ficar mais tempo na ativa

1. Déficit da Previdência. O "rombo" do sistema oficial somou R$ 48,5 bilhões até novembro, uma alta de 11% em relação ao resultado de igual período de 2011. Ou seja: se as aposentadorias precoces continuarem, a "sangria" de recursos do orçamento federal só vai aumentar.

O Estado de S.Paulo

30 de dezembro de 2012 | 02h02

2. Proteção de renda. Com o recente reajuste anunciado para janeiro, o teto das aposentadorias do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) passou para pouco mais de R$ 4 mil. É um recurso insuficiente para sustentar o estilo de vida a que boa parte dos profissionais pertencentes às classes mais altas de hoje está acostumada.

3. Envelhecimento saudável. De acordo com David Bloom, especialista em longevidade e professor da Universidade Harvard, as pessoas podem ter muito a oferecer durante a velhice. Muita gente aproveita o conforto financeiro para buscar um novo sentido social para o conhecimento acumulado ao longo da vida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.