Fidel confirma participação em cúpula do Mercosul

O presidente de Cuba, Fidel Castro, confirmou que chegará nesta quinta-feira à cidade de Córdoba, na Argentina, para participar da 30ª cúpula do Mercosul. A informação foi divulgada hoje pela agência oficial argentina Télam.O assunto causa polêmica. Fidel pode acabar sendo a estrela principal não somente da cúpula presidencial como também da cúpula alternativa, que é organizada por sindicatos, organizações não-governamentais e grupos de esquerda na própria Córdoba.Venezuela O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, estréia nesta quinta como o novo sócio pleno do Mercosul. Mas, o tenente-coronel que comanda a maior potência petrolífera da América Latina, também chega à cúpula de presidentes do bloco com aspirações de ser o padrinho financeiro da região. No encontro, na cidade argentina de Córdoba, Chávez tentará seduzir, principalmente, Uruguai e Paraguai.Fontes diplomáticas presentes à cúpula informaram que Chávez queria se reunir com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Brasília, numa escala prévia a Córdoba, para "defender as posições dos sócios pequenos". O presidente venezuelano pretendia argumentar a favor das queixas uruguaias e paraguaias sobre as assimetrias comerciais com Brasil e Argentina. No entanto, a reunião foi misteriosamente suspensa.Segundo informações extra-oficiais, o cancelamento do encontro foi causado pela suposta irritação do presidente brasileiro com o crescente protagonismo do novo sócio nos problemas preexistentes do bloco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.