Fiesp: 13 de 21 setores criaram emprego em maio

Do total de setores que compõem a indústria paulista, segundo pesquisa da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), 13 criaram empregos em maio, contra cinco segmentos com desempenho negativo e três com desempenho estável. Entre os setores que apresentaram destaques positivos estão o de máquinas de escritório e equipamentos de informática, que subiu 6,69%, seguido pela alta de 1,6% de alimentos e bebidas e elevação de 1,41% registrado pelos fabricantes de máquinas, aparelhos e materiais elétricos. Dos oito mil empregos criados pela indústria paulista em maio, pouco mais de 5 mil foram gerados pelo setor sucro-alcooleiro, o equivalente a 63%. No acumulado do ano, este segmento produtivo foi responsável por 104,6 mil dos 137 mil empregos gerados pelas empresas manufatureiras do Estado paulista, ou 76% do total.Entre os setores que apresentaram resultados negativos na geração de postos de trabalho, foi apurada uma queda de 5,68% no segmento produtor de equipamentos de instrumentação médico-hospitalar; um recuo de 1,96% no setor de coque, refino de petróleo e álcool e uma redução de 1,77% do segmento produtor de couros e calçados. O diretor do Departamento de Economia da Fiesp, Paulo Francini, contudo, destacou que no acumulado de janeiro a maio, o setor produtor de coque, álcool e responsável por refino de petróleo subiu 38,93%; alimentos e bebidas avançaram 28,3%; o segmento de máquinas de escritório e equipamentos de informática apresentaram uma alta de 22,4%, enquanto os fabricantes de veículos automotores, reboques e carrocerias aumentaram 4,88%.

RICARDO LEOPOLDO, Agencia Estado

17 de junho de 2008 | 16h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.