Fiesp: alta do INA em fevereiro é a maior desde 2002

Com um dia útil a mais em fevereiro, pois 2008 é ano bissexto, a alta de 1,5% no nível da atividade da indústria (INA) paulista na comparação com janeiro (1,4% sem ajuste) é a melhor da série iniciada em 2002. Para empresas de produção contínua, que trabalham sábados e domingos em turnos ininterruptos, essas 24 horas a mais representam acréscimo entre 4 e 5 pontos porcentuais no total da produção. "É bom lembrar que em janeiro o indicador também ficou acima do esperado. Ou seja, o desempenho de fevereiro deste ano poderia ter sido ainda maior, se as horas trabalhadas em janeiro não tivessem aumentado mais do que a média", avaliou o diretor do Departamento de Economia da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), responsável pelo cálculo do INA, Paulo Francini. Ele lembrou que é nessa época do ano que as empresas costumam parar para férias coletivas.CeluloseO nível de atividade da indústria de papel e celulose foi um dos maiores destaques do mês, com alta de 8,2% frente a janeiro e de 21,4% sobre fevereiro de 2007, sem ajuste. "Esse é um dos setores que apresenta processo contínuo de crescimento, bastante beneficiado pelo fato de fevereiro ter um dia a mais neste ano", citou Francini. As vendas reais do segmento aumentaram 11,4% ante janeiro e 28,3% sobre fevereiro de 2007. O nível de utilização da capacidade instalada da indústria de papel e celulose ficou em 87,8%. Francini ressaltou que o ideal para este setor é 90%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.