Fiesp convida CMN para discutir metas de inflação

O presidente da Federação das Indústrias do estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, informou hoje que a entidade convidou os integrantes do Conselho Monetário Nacional (CMN) para debater com a indústria a revisão da meta de inflação de 2006 e a definição da meta de 2007. De acordo com Skaf, o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, aceitou a sugestão do encontro, cuja data deve ser definida nos próximos dias.Skaf disse que o intuito da reunião é discutir propostas e que a Fiesp ainda não tem uma definição prévia de números para apresentar ao conselho. Skaf reiterou a defesa da ampliação do CMN para nove membros, dos quais cinco representantes do governo. Ele recomendou que os quatro outros membros não sejam técnicos do Banco Central.O presidente da Fiesp apresentou hoje, dia da indústria, um documento denominado "Os Sete Pecados Capitais da Política Econômica": 1) definir metas de inflação irrealistas; 2) aumentar a Selic em momento inoportuno; 3) acreditar que o aumento da Selic pudesse reduzir a demanda; 4) valorizar o câmbio para combater a inflação; 5) desperdiçar a oportunidade de crescimento mundial; 6) lançar mau humor e pessimismo na sociedade; e 7) inação com relação ao controle dos gastos públicos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.