Fiesp convida CMN para discutir metas de inflação

O presidente da Federação das Indústrias do estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, informou hoje que a entidade convidou os integrantes do Conselho Monetário Nacional (CMN) para debater com a indústria a revisão da meta de inflação de 2006 e a definição da meta de 2007. De acordo com Skaf, o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, aceitou a sugestão do encontro, cuja data deve ser definida nos próximos dias. Skaf disse que o intuito da reunião é discutir propostas e que a Fiesp ainda não tem uma definição prévia de números para apresentar ao conselho. Skaf reiterou a defesa da ampliação do CMN para nove membros, dos quais cinco representantes do governo. Ele recomendou que os quatro outros membros não sejam técnicos do Banco Central. O presidente da Fiesp apresentou hoje, dia da indústria, um documento denominado "Os Sete Pecados Capitais da Política Econômica": 1) definir metas de inflação irrealistas; 2) aumentar a Selic em momento inoportuno; 3) acreditar que o aumento da Selic pudesse reduzir a demanda; 4) valorizar o câmbio para combater a inflação; 5) desperdiçar a oportunidade de crescimento mundial; 6) lançar mau humor e pessimismo na sociedade; e 7) inação com relação ao controle dos gastos públicos.

Agencia Estado,

25 Maio 2005 | 14h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.