Fiesp define candidato da situação

O diretor-superintendente do Serviço Social da Indústria (Sesi) paulista, Cláudio Vaz, será o candidato do atual presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Horácio Lafer Piva, na sucessão da presidência da entidade, revelou, com exclusividade, um diretor de alto escalão da mais poderosa associação empresarial do País. Piva comunicará a escolha aos diretores da entidade na próxima sexta-feira.O anúncio da escolha de Vaz irá decretar a existência da oposição na Fiesp. Piva ainda tinha chance de montar uma chapa única em torno ou de Paulo Skaf (do setor têxtil) ou Synésio Batista da Costa (de brinquedos), que uniria os demais pré-candidatos e a diretoria. Com a escolha de Vaz, Skaf e Costa passam à condição de adversários. "Agora tem oposição, ele (Piva) reduziu substancialmente a chance de uma chapa única", disse Costa. "Em mais alguns dias a oposição lança candidato".Luiz Carlos Delben Leite (do setor de máquinas) e Carlos Roberto Liboni (1º vice-presidente da Fiesp), os outros dois pré-candidatos, não retornaram as ligações da Agência Estado, mas tendem a apoiar Vaz.O diretor-superintendente do Sesi disse que continua pré-candidato e só aceita ser candidato com "exclusiva confiança do Horácio".Vaz, que se define como "amigo fraternal" de Piva, foi um dos principais responsáveis pelo saneamento das contas da Fiesp na primeira gestão de Piva, de 1999 a 2001, tornando-a entidade superavitária.A eleição da Fiesp acontecerá em agosto de 2004. As inscrições das chapas poderão ser feitas até abril do próximo ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.