finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Fiesp e Ciesp aprovam medidas de redução tributária em SP

A aprovação dos empresários ao Programa São Paulo Competitivo, anunciado hoje pelo governador Geral do Alckmin, foi unânime. O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Horacio Lafer Piva, afirmou que o setor produtivo paulista vinha trabalhando há bastante tempo pela redução de tributos. "A carga tributária é o maior inferno da nossa vida. A redução anunciada hoje é um grande ativo a nosso favor", disse.Seu sucessor na Fiesp a partir de segunda-feira, Paulo Skaf, afirmou que as medidas, principalmente a redução dos tributos, farão com que as indústrias tenham mais recursos para investir em aumento de produção, gerando empregos e elevando o consumo. "É uma melhora no ambiente industrial paulista", disse. Skaf, porém, ressaltou que esperava a inclusão de mais setores na lista dos nove que tiveram o ICMS reduzido. "Vínhamos pleiteando junto ao governador um corte de impostos para todas as cadeias produtivas", disse.Primavera tributáriaO presidente eleito do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), Cláudio Vaz, afirmou que o anúncio é para ser comemorado. "O conjunto de medidas é amplo e lida com áreas nas quais a indústria paulista estava em franca desvantagem sobre outros estados, como portos, infra-estrutura, capacitação técnica e tributos", afirmou logo após o anúncio.Para Vaz, um aspecto importante do programa, apelidado de "Primavera Tributária" pelo próprio governador, é que ele trata da questão da competitividade como uma combinação de fatores. Veja no link abaixo as principais medidas anunciadas hoje.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.