finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Fiesp e Inmetro vão monitorar barreiras contra exportações

A Fiesp e o Inmetro vão agir em conjunto para detectar e monitorar as barreiras técnicas às exportações brasileiras. As duas entidades firmaram hoje um convênio que prevê a elaboração de regulamentos técnicos para a indústria com o objetivo de evitar a incidência de barreiras não-tarifárias sobre as exportações.Essas barreiras são, na verdade, uma forma velada de protecionismo, segundo o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, e acabam por dificultar, e às vezes, impedir a entrada de produtos brasileiros em vários mercados internacionais.O convênio será administrado pela Coordenadoria Geral de Articulação internacional do Inmetro e a Gerência de Relações Internacionais e Comércio Exterior da Fiesp.Pelo acordo, além da elaboração de regulamentos técnicos para a indústria brasileira, as duas entidades farão o acompanhamento e a análise de todas as notificações de barreiras internacionais, trocarão informações técnicas para balizar estudos, posicionamentos técnicos e estratégias de ação, e acompanharão as tendências e práticas regulatórias de outros países e seus reflexos no setor privado nacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.