Fiesp: indústria paulista está menos otimista

A confiança no meio industrial paulista deu sinais de piora na segunda quinzena de agosto. A pesquisa Sensor, realizada pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), registrou 53,5 pontos no período, ante um nível de 55,9 na primeira quinzena de agosto, quando o indicador atingiu o segundo melhor resultado da série histórica iniciada em 2006. Dois dos itens que compõem o Sensor ficaram praticamente estáveis: mercado, que passou de 63,7 para 64,1, e emprego, que variou de 54,4 para 54,5. Os demais subíndices pioraram. O item relacionado a vendas cedeu de 60,0 para 57,1; estoque, de 45,8 para 42,3; e investimento, de 54,2 para 49,4.Na pesquisa Sensor, um nível de 50 indica equilíbrio. Resultado acima de 50 é considerado um sinal de otimismo na indústria. Abaixo dessa marca, há pessimismo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.