Filipinas registra sétima alta consecutiva

A queda das taxas de juros estimulou os investidores da bolsa filipina, que encerrou seus negócios em alta de 1,55%, aos 1.438,83 pontos, o melhor resultado dos últimos oito meses. Papéis do setor imobiliário dominaram o mercado, já que a demanda por imóveis costuma aumentar em períodos de juros baixos. Na Coréia do Sul, a expectativa de recuperação econômica deu a tônica do pregão. Investidores, tanto institucionais como de varejo, compraram blue chips, principalmente as da Hynix Semiconductor, responsável por quase 50% do giro e o índice Kospi fechou em +0,87%.O mercado taiuanês voltou a operar com otimismo moderado hoje, depois do longo feriado do Ano Novo chinês. A bolsa local apresentou grande liquidez e fechou em alta de 0,72%. Na abertura dos negócios, Taipé registrou +1,50%, mas as preocupações sobre a votação de uma lei que vai determinar a redistribuição dos recursos do governo fez com que o índice sofresse retração. O Nikkei 225 da bolsa de Tóquio subiu 0,45%, depois de um dia sem direção para o mercado em razão do final da reunião de cúpula Japão-EUA, que terminou sem a definição de novas diretrizes para a economia japonesa. No intervalo dos negócios, as demais bolsas do sudeste asiático registravam: Hong Kong: -0,08%; Indonésia: +1,75%; Malásia: -0,47%; Tailândia: +1,67% e Cingapura: -0,22%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.