Fim do IPI leva montadoras a fazer estoque

A alta de 4,4% da produção de veículos em agosto ante julho reflete uma formação de estoques pela indústria, que espera vendas fortes em setembro pelo fim da isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). A avaliação é do presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Jackson Schneider.

Michelly Chaves Teixeira, O Estadao de S.Paulo

05 de setembro de 2009 | 00h00

A produção maior em agosto contrasta com a queda de 9,6% nas vendas de veículos, para 258.129 unidades, em relação a julho. "Já vejo um estoque suficiente para atender às vendas de setembro, que devem vir forte", disse Schneider em coletiva de imprensa para comentar o desempenho da indústria automobilística no mês.

Em agosto, o estoque do setor ficou em 223.836 unidades, para 26 dias, enquanto em julho as reservas, de 208.796 veículos, cobriam 22 dias. A indústria considera normal um nível entre 23 e 25 dias. , afirmou. O presidente da Anfavea, no entanto, recomendou ao consumidor não deixar as compras para última hora, sob o risco de não encontrar modelos ou acessórios que procura.

O setor automotivo encerrou o mês empregando 120.846 pessoas - alta de 1,1% em relação a julho, mas queda de 7,4% ante o mesmo mês do ano passado. A maior baixa no número de empregados ficou com o segmento de máquinas agrícolas, cuja força de trabalho caiu 19,5% na comparação com agosto de 2008.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.