Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Financial Times destaca situação difícil da Eletropaulo

O jornal Financial Times destaca a difícil situação da Eletropaulo, controlada pela norte-americana AES Corp., que investiu aproximadamente US$ 4 bilhões durante cinco anos no Brasil e que afirmou que não investirá mais dinheiro dentro um futuro previsível. A empresa norte-americana apresentou na semana passada uma nova proposta sobre a negociação da dívida junto ao BNDES, o qual fará uma avaliação ainda hoje. Segundo o FT, se a proposta apresentada pela AES não impressionar o BNDES, a participação na Eletropaulo poderá ser vendida até agosto. Steven Clancy, presidente da Eletropaulo, afirma ao jornal britânico que mostra-se confiante sobre um acordo e torna claro que a incursão da empresa no Brasil ocorreu de acordo com os planos. "A experiência revela que hoje teremos uma visão mais crítica", disse ele. A Enron, Mirant e Alliant dos EUA, Endesa e Iberdrola da Espanha, EDF da França e EDP de Portugal, investiram forte no setor brasileiro de energia, na expectativa de um crescimento sustentado. Contudo, no ano passado, 28 empresas de energia tiveram prejuízos combinados de R$ 11,5 bilhões, após lucros de R$ 2,6 bilhões em 2001, enquanto a dívida chegou a aproxidamamente R$ 57 bilhões. O FT cita a desvalorização do real, o racionamento de energia em 2001 e a ausência de um claro quadro regulador, como fatores que atingiram as empresas do setor. Segundo o jornal, é improvável que o setor solucione seus problemas de dívida sem uma nova capitalização. O governo está estudando uma proposta do setor, segundo o qual comprará R$ 8 bilhões de ações de empresas de serviços públicos, porém está relutante em prosseguir. O que o setor necessita é de um crescimento econômico que permita que os resultados venham em linha com os pagamentos de dívida, acrescenta o FT.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.