finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Financiamento imobiliário pelo SBPE é recorde em 2010

O volume de financiamentos imobiliários com recursos da poupança cresceu 65% em 2010, para R$ 56,2 bilhões, novo recorde de acordo com a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip). Apenas no mês de dezembro, as operações realizadas com recursos da poupança somaram R$ 6,16 bilhões, mostrando acréscimo de 61% na comparação com dezembro de 2009. Na comparação com novembro de 2010 foi apurada alta de 19,6%. Conforme comunicado da Abecip, este é o melhor resultado mensal da história do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE).

FABIANA HOLTZ, Agencia Estado

15 de fevereiro de 2011 | 13h58

Em dezembro foram financiados 43,5 mil imóveis no País, mostrando expansão de 37% em relação a um ano antes. Ante novembro, o volume de crédito imobiliário cresceu 22%.

Em todo o ano de 2010, foram financiados 421 mil imóveis no País, crescimento de 39% em relação a 2009. O número é bem próximo do estimado pela Abecip no início do ano, comprovando a força da retomada do mercado imobiliário no pós-crise. Segundo a entidade, a performance ressalta ainda que, mais do que continuidade, houve aumento do ritmo em 2010.

A captação líquida por meio de depósitos de poupança no último mês do ano foi positiva em R$ 4,8 bilhões, acumulando R$ 29,5 bilhões em 2010, ou 24% acima dos R$ 23,8 bilhões captados em 2009. De acordo com a entidade, a alta da taxa Selic (juro básico da economia), de abril a julho de 2010, não afetou a captação das cadernetas de poupança.

Ao mesmo tempo, o saldo das contas de poupança atingiu o patamar inédito de R$ 299,9 bilhões em 2010. O resultado representa um crescimento mensal de 2,2% e anual de 18%. Entre os fatores que contribuíram para essa expansão, a Abecip destaca a queda histórica das taxas de desemprego e a recuperação da renda da população.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.