Fipe: alta no preço da carne em SP é a maior desde 99

O preço da carne bovina subiu 9,47% na primeira quadrissemana de dezembro (últimos 30 dias encerrados em 7/12) na capital paulista, conforme levantamento realizado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), por meio do Índice de Preços ao Consumidor (IPC). A variação, além de superar os 7,82% do fechamento de novembro, foi a mais expressiva no município desde o final de outubro de 1999, quando o preço da carne avançou 9,72%.De acordo com a Fipe, esta alta sazonal da carne representou 0,23 ponto porcentual do IPC de 0,71% da primeira quadrissemana de dezembro, que atingiu a taxa mais expressiva desde a terceira medição de janeiro, quando a inflação foi de 0,85% na cidade de São Paulo. Foi determinante também para levar o grupo Alimentação à variação de 2,23%, a mais significativa desde a segunda quadrissemana de janeiro de 2003, quando o grupo subiu 2,65%.Um ponto importante mencionado pelo coordenador do IPC, Márcio Nakane, foi que, nem mesmo durante o período de forte alta do leite e seus derivados na capital paulista, entre o final de maio e o início de setembro, o grupo Alimentação chegou a um nível tão expressivo como o atual. Segundo ele, isso tem ligação com o peso da carne bovina na inflação paulistana. "Enquanto o segmento de Leites pesa 1,63% no IPC, o de carnes pesa 2,54%", informou.Na primeira quadrissemana de dezembro, a Fipe apurou que, entre os componentes do segmento Carne Bovina, as altas mais significativas foram observadas nos seguintes itens: contrafilé (11,20%), alcatra (10,73%), coxão duro (10,43%), acém (9,28%) e coxão mole (8,39%).Para o restante do mês, Nakane afirmou que as pesquisas de ponta da Fipe - levantamento em que a instituição compara os preços da semana de referência com a do mesmo período do mês anterior - mostram uma desaceleração nos preços de carnes bovinas. "Na ponta, os preços da carne saíram de uma alta de 11,80% para uma variação de 10,16% na primeira semana de dezembro", informou o coordenador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.