finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Fipe aponta que nova meta trará desajuste de preços livres

O ajuste do centro da meta de inflação, conforme explicitou hoje a ata da 100ª reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), poderá trazer um desajuste dos preços relativos (livres), segundo afirmou o professor de econometria da USP e coordenador do IPC-Fipe, Paulo Picchetti.Na ata, o BC informou que vai incorporar na meta de 2005, de 4,5%, mais 0,6 ponto porcentual referente à inércia inflacionária - processo de inflação muito intenso gerado pelo reajuste pleno de preços de acordo com a inflação observada no período imediatamente anterior. Com isso, a meta a ser perseguida será de 5,1%."Na prática, estão acomodando parte da inércia, mas são explícitos em dizer que não tolerarão choques de ofertas e efeitos secundários. Isso pode provocar um desajuste de preços relativos porque de um lado acomoda preços administrados e do outro tornam-se mais duros com os preços livres", critica Picchetti.Com isso, afirma o coordenador do IPC-Fipe, o Banco Central está perpetuando uma prática que vem desde o início do Plano Real, tolerando a inflação de preços administrados e usando a política monetária para manter a estabilidade usando um espaço estreito de manobra, que é o dos preços livres.

Agencia Estado,

23 de setembro de 2004 | 17h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.