Fipe diz que preços estão caindo

Com a redução da taxa de inflação na cidade de São Paulo na segunda quadrissemana de fevereiro (de 2,23% para 2,13%), o coordenador do IPC-Fipe, Heron do Carmo, acredita que a média de preços ao consumidor esteja em queda. Em novembro, os indicadores de preço estavam girando em torno de 2% a 3% e em fevereiro esta variação vai cair para a faixa de 1%.De acordo com o economista, já na segunda parcial do IPC-Fipe a inflação poderia ter ficado em 1,34% se fosse descontada a contribuição de 0,89 ponto porcentual que o grupo transporte deu ao índice geral.Segundo Heron do Carmo, a inflação deve receber no decorrer deste mês um alívio dos hortifrutigranjeiros e a retração de alguns serviços, como escolas e consultas médicas. Diante desse cenário, o economista trabalha com índice de 1% para o fechamento do mês.Para o ano , no entanto, Heron manteve a previsão de 7%, mas já admite a possibilidade de rever esse número para cima. Já os analistas de mercado trabalham com taxa de inflação de 12% mas, segundo Heron do Carmo, eles fazem projeções se deixando envolver pelas circunstâncias de curto prazo e se esquecem de considerar a elasticidade entre a oferta e a demanda.Ele cita como exemplo o ocorrido no ano passado, quando os preços das commodities foram supervalorizados, estimulando a manutenção ou a ampliação da produção para este ano. Ao mesmo tempo, diz o economista da Fipe, a demanda deve se manter no mesmo nível ou até recuar diante do aumento do índice de desemprego e da queda da massa salarial. "Tudo isso acaba refletindo nos índices de inflação."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.