Fipe espera queda de preços de alimentos industrializados

Os preços dos alimentos industrializados deverão entrar no terreno negativo a partir da segunda quadrissemana do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) em julho. A previsão é do coordenador do Índice, Heron do Carmo. Este será um bom sinal para a confirmação da expectativa de queda da inflação, segundo Heron, porque envolve um grupo de produtos que até então mostrava-se bastante resistente aos movimentos de queda da inflação. Na primeira coleta de preços da Fipe este mês, os alimentos industrializados apresentaram uma variação média de 0,04%, bem abaixo da alta de 0,29% mostrada no fechamento de junho. "Estes produtos foram afetados pelo desvalorização cambial. Ocorre que com o retorno do dólar, as empresas, normalmente oligopolizadas, que aproveitaram o momento para recompor margens, estão agora trocando as margens pela reconquista da fatia de mercado perdida com os aumentos de seus produtos a reboque da alta do dólar", diz Heron. Ele avalia que a queda de 0,25% na taxa de inflação na primeira quadrissemana de julho tem muito da influência deste comportamento das indústrias.

Agencia Estado,

11 Julho 2003 | 17h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.