finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Fipe espera queda de preços de alimentos industrializados

Os preços dos alimentos industrializados deverão entrar no terreno negativo a partir da segunda quadrissemana do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) em julho. A previsão é do coordenador do Índice, Heron do Carmo. Este será um bom sinal para a confirmação da expectativa de queda da inflação, segundo Heron, porque envolve um grupo de produtos que até então mostrava-se bastante resistente aos movimentos de queda da inflação. Na primeira coleta de preços da Fipe este mês, os alimentos industrializados apresentaram uma variação média de 0,04%, bem abaixo da alta de 0,29% mostrada no fechamento de junho. "Estes produtos foram afetados pelo desvalorização cambial. Ocorre que com o retorno do dólar, as empresas, normalmente oligopolizadas, que aproveitaram o momento para recompor margens, estão agora trocando as margens pela reconquista da fatia de mercado perdida com os aumentos de seus produtos a reboque da alta do dólar", diz Heron. Ele avalia que a queda de 0,25% na taxa de inflação na primeira quadrissemana de julho tem muito da influência deste comportamento das indústrias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.