Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Fipe mantém previsão de inflação para fevereiro em 0,40%

Salvo um eventual aumento de passagens de ônibus na cidade de São Paulo, a inflação que a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) deverá apurar em fevereiro ficará em 0,40%, segundo previsão do coordenador do Índice de Preços ao Consumidor (IPC), Paulo Picchetti.Ele comentou hoje a inflação de 0,52% referente à primeira quadrissemana de fevereiro - período de 30 dias encerrados no último dia 7 - e afirmou que o número começa a indicar o que ele chama de "trajetória de convergência" para o índice previsto para o fechamento do mês. "Então, a inflação deve cair aos poucos, até fechar fevereiro em 0,40%, salvo um aumento de ônibus urbano", disse. Para o ano, o coordenador do índice da Fipe manteve sua previsão de inflação na capital paulista entre 5% e 5,5%.CombustíveisEle previu ainda que os combustíveis deverão continuar a contribuir para a trajetória de queda da inflação em fevereiro. Na primeira quadrissemana do IPC em fevereiro, o álcool registrou uma deflação de 1,85%, e a gasolina, uma queda de 0,45%. Na conta (última semana comparativamente a mesma semana do mês passado), o álcool registra um queda de 2% e a gasolina, uma deflação de 1%.

Agencia Estado,

11 de fevereiro de 2005 | 13h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.