Fipe: preços em São Paulo devem subir 4,44% neste ano

O coordenador do Índice de Preços ao Consumidor (IPC), Márcio Nakane, elevou hoje, de 3,60% para 4,44%, a projeção para a inflação na capital neste ano. Segundo ele, a modificação na expectativa para o indicador da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) foi motivada pela alta acima do esperado para o mês de novembro e também pela previsão de que a inflação será ainda maior em dezembro. Se confirmada a variação aguardada por Nakane, a inflação será bem maior que a de 2006, quando os preços subiram 2,55% em São Paulo.No mês passado, o IPC apresentou elevação de 0,47%, ante 0,08% em outubro, e superou as estimativas dos analistas de mercado ouvidos pela Agência Estado, que eram de 0,25% a 0,35%. O principal fator para esta surpresa foi a forte variação, de 1,75%, do grupo Alimentação no período, pressionado basicamente pelas altas nos preços da carne bovina (7,82%) e do feijão (21,31%), que contribuíram, juntos, com 0,28 ponto porcentual da taxa de inflação. "A Alimentação foi, de novo, o destaque em termos de taxa e também a grande surpresa do fechamento de novembro", disse Nakane.Para dezembro, o coordenador aguarda um IPC de 0,88%, que seria de longe a maior taxa mensal de 2007, que atualmente pertence a janeiro, com 0,66%. Segundo ele, o movimento de alta deve persistir e atingir todos os grupos pesquisados: para Alimentação, a taxa prevista é de 2,35%; para Habitação, de 0,13%; em Transportes, de 0,87%; para Despesas Pessoais, de 0,60%; em Saúde, de 0,82%; para Vestuário, de 0,65%; e, para Educação, de 0,05%."Se a inflação de dezembro ficasse próxima da observada em novembro, o IPC do ano ficaria em 4,00%", afirmou Nakane. "Mas esperamos algo maior", acrescentou ele, citando a continuidade da alta em carnes, feijão, alimentos in natura e no preço do álcool combustível.De acordo com a Fipe, o IPC acumulou alta de 3,53% nos primeiros onze meses de 2007. Nos últimos doze meses até novembro, a taxa de inflação na capital paulista subiu 4,61%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.