carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Fipe prevê inflação maior para janeiro

O coordenador do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), Paulo Picchetti, prevê que o piso do IPC em janeiro será de 0,31%, com a possibilidade de que o índice fechado do mês supere o de dezembro, cuja previsão é de 0,60%.Segundo ele, a Fipe já identificou alguns fatores que contribuirão para o comportamento de alta do índice. O recolhimento do Imposto sobre Veículos Automotores (IPVA), que a Fipe prevê que terá uma alta média de 13% para os carros populares, contribuirá com o impacto de 0,02% ao mês durante três meses. Isso porque o consumidor deverá fazer o pagamento do tributo em três vezes.Picchetti lembrou que a alta dos serviços de telefonia ainda contribuirá para a formação do índice em janeiro com alta de 0,02%. Em janeiro há ainda o reajuste das mensalidades escolares. A partir de um levantamento inicial com o sindicato dos estabelecimentos de ensino, a Fipe espera um reajuste médio de 10% para os cursos regulares (do maternal à faculdade), com impacto de 0,26% para o índice de janeiro. Outros cursos também terão aumento. A Fipe colheu informações de que os cursinhos devem ter reajuste médio de 10%, o que contribuirá com impacto de 0,01% para a inflação de janeiro.Somadas essas contribuições, Picchetti previu um piso de 0,31%, mas não fez uma projeção para o mês já que quer ter os dados fechados de dezembro. Em janeiro, segundo ele, também se deverá levar em conta um provável aumento dos preços das viagens (excursões) e também uma queda do preço do vestuário, já que sazonalmente este é um mês de liquidações. "Janeiro é um mês que assusta pelas mensalidades e pelo pagamento do IPVA dos veículos", ponderou o coordenador.Ao falar sobre as perspectivas para o primeiro trimestre de 2005, o economista disse que o cenário é positivo. Além de um cenário externo bom ele citou os preços em queda tanto do petróleo como das commodities, que contribuirão para o bom desempenho da inflação.

Agencia Estado,

20 de dezembro de 2004 | 12h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.