Fipe reduz previsão de inflação para abril

O coordenador da pesquisa de preços da Fipe, Heron do Carmo, revisou para baixo sua previsão de inflação em abril de 0,50% para 0,40%. Ele acredita que a inflação está voltando para os patamares normais nesta época do ano, de taxas abaixo de 0,5%. "A inflação está saindo de um nível de 2,65% em novembro para algo abaixo de 0,50%", disse Heron.O coordenador da Fipe espera que o IPC deste mês já não terá mais a pressão de 0,19 ponto porcentual que recebeu em março dos hortifrutigranjeiros, pressionados principalmente pelo aumento de 48% no preço do tomate. Além disso, a variação nos preços dos remédios, que contribuíram para a composição do índice com 0,30 ponto porcentual, não deverá se repetir em abril.A previsão de Heron considera a estabilidade nos preços dos combustíveis, mas se houver uma redução de 5% no seu preço, o IPC receberá um alívio de 0,10 ponto porcentual, o que derrubaria a inflação de março para 0,30%. Para o ano, o coordenador da Fipe mantém sua previsão de 9% para o IPC. Ele alega ser conveniente esperar o reajuste das tarifas públicas para depois alterar a meta. Segundo ele, mais da metade da inflação prevista para o ano já ocorreu nos primeiros três meses.A inflação acumulada em 12 meses encerrados em março, de 13,87%, também deverá recuar para 7% em março de 2004, para fechar o ano em 5,5%. "Só nestes primeiros três meses de 2003 a inflação já subiu quase 5%, sendo que o restante vem do últimos seis meses de 2002. Quando estas taxas começarem a sair da conta da inflação de 12 meses, a tendência é de queda. Isso é um indicador de que a inflação para frente deve mudar de padrão", diz.A queda na cotação do dólar nos últimos dias faz parte da base de sustentação do cenário otimista traçado por Heron do Carmo. Segundo ele, com o recuo do dólar, os preços dos alimentos semi-elaborados e industrializados deverão apresentar quedas significativas.

Agencia Estado,

03 de abril de 2003 | 15h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.