Fipe reduz projeção do IPC em fevereiro para 0,25%

A inflação de março medida pela Fundação Instituto de Pesquisas (Fipe) deve fechar no mesmo patamar da de fevereiro, na avaliação do coordenador do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fipe, Paulo Picchetti. A expectativa dele para este mês é que o IPC encerre em 0,25%. Até a semana passada, ele acreditava que o índice no mês terminasse num intervalo de 0,30% a 0,40%. Na terceira quadrissemana de fevereiro, segundo divulgação da Fundação feita hoje, o índice ficou em 0,21%. De acordo com o coordenador, o comportamento do item Alimentação está surpreendendo em fevereiro. "Esperava que Alimentação fechasse o mês em alta e até agora as quedas estão vindo generalizadas. É uma surpresa", afirmou. Na terceira quadrissemana do mês este grupo ficou negativo em 0,12%.Os itens que mais contribuíram com a elevação de 0,21% do IPC na terceira quadrissemana do mês foram: feijão (12,65%), alface (21,90%), ensino fundamental (3,43%) e ensino superior (2,18%). Na outra ponta, os que mais apresentaram queda de preço foram: viagem/excursão (-7,07%), tomate (-21,28%), frango (-5,62%) e açúcar (-13,16%). Para março o economista aguarda aumento dos preços de cigarros, tarifas telefônicas, automóveis e remédios.Para o ano, o coordenador mantém a projeção do IPC-Fipe de 5,5% a 6%. De acordo com ele, no entanto, esta expectativa também poderá ser revisada na próxima semana. "Vamos ver como ficam as mudanças de previsão para o PIB. Estou prestes a começar a revisar esta variação."

Agencia Estado,

27 de fevereiro de 2004 | 12h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.