Fipe revisa para cima projeção para IPC de 2004

O coordenador do IPC-Fipe, Paulo Picchetti, revisou nesta quinta-feira a projeção para inflação na capital paulista, do intervalo de 6% a 6,5% para 6,5%. O principal responsável pela alteração foi o aumento anunciado esta manhã pela Petrobras dos preços da gasolina (4,20%) e do diesel (8%).Segundo cálculos do representante da Fipe, o impacto direto deste reajuste dos combustíveis no IPC de dezembro será de 0,11 ponto porcentual (pp) e o indireto será de 0,12 pp. Desta forma, a inflação do último mês do ano já inicia com uma alta de 0,23 pp. "Para janeiro de 2005, ainda ficará uma sobra de 0,11 ponto porcentual de impacto indireto", previu Picchetti.Ele optou por manter a projeção de 0,60% para este mês porque considera o impacto dos reajustes dos combustíveis "desprezível". "A última quadrissemana de novembro começou no dia 23 e o aumento entrará em vigor nesta sexta-feira. Assim, a pressão dos novos preços dos combustíveis incidirá em apenas quatro dias do mês", explicou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.