Fipe revisa projeção do IPC de junho de 0,40% para zero

O coordenador do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), Paulo Picchetti, revisou hoje sua projeção para a inflação de junho na capital paulista, de 0,40% para estabilidade. "Podemos ter até mesmo uma eventual deflação neste mês", afirmou. Picchetti já previa na semana passada que iria reduzir seu prognóstico de junho porque a taxa de inflação da primeira quadrissemana (0,19%) veio abaixo da sua expectativa e da do mercado financeiro (de 0,25% a 0,45%). "A inflação de 0,07% da segunda quadrissemana veio muito baixa e também surpreendeu a todos", explicou.De acordo com ele, as variações baixas são resultado da devolução das elevações de preços de produtos agrícolas ocorridas em maio e abril em função de problemas climáticos, como a seca no Sul do País e excesso de chuvas em algumas regiões. "Esta devolução está ocorrendo com muita força e por isso, em junho, não devemos ter inflação em São Paulo", comentou.O coordenador afirmou que este comportamento dos preços reflete, portanto, problemas de oferta, e não está relacionado com a elevação dos juros iniciada pelo Banco Central (BC) em setembro do ano passado. "Já li análises de que o BC errou na dose, mas se isto ocorreu, foi por um outro motivo, já que a deflação ou a baixa inflação de alguns indicadores não estão atrelados à política monetária", defendeu.Picchetti manteve sua previsão de inflação para o ano em um intervalo de 5% a 5,5%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.