Fique de olho nos financiamentos de imóveis

É comum a situação de pessoas que assinam um contrato de financiamento de imóvel sem ter conhecimento dos detalhes de pagamento, das taxas de juros e da variação no preço das prestações. Pensando nisso, o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) resolveu pesquisar, entre os bancos que financiam imóveis, os contratos que promovem aumentos abusivos nas prestações. O Idec alerta para o fato de que muitas propagandas de venda de imóvel não informam corretamente aos consumidores como são calculadas as prestações e por que elas variam ao longo do prazo de financiamento.Uma das formas de pagamento é a "tabela Price", sistema em que a prestação inicial é menor e tende a crescer ao longo do período de financiamento. Muitos consumidores reclamam desse sistema alegando que, ao assinarem o contrato, não são informados de que a prestação aumenta continuamente até o fim do contrato. O Idec afirma que, dependendo do resultado de sua pesquisa, pode questionar a utilização da tabela Price para estabelecer o valor da prestação do financiamento.Outro modelo de financiamento é o "Sacre" (Sistema de Amortização Crescente), em que inicialmente o valor da prestação aumenta, mas geralmente cai no período final de pagamento, além de não avançar tanto como no caso da "Price". (No link abaixo, há informações detalhadas sobre os modelos de financiamento).Em nota à imprensa, o Idec afirma: "A grande maioria dos contratos do Sistema Financeiro da Habitação (SFH) tem cláusulas que não permitem ao mutuário a compreensão de seu verdadeiro significado, ou seja, de que com a capitalização dos juros (juros que incidem sobre outros juros), a dívida tende a crescer assustadoramente e de que o valor pago ao final pode chegar a mais do que o dobro do valor financiado inicialmente para a compra do imóvel".No entanto, por mais altos que sejam os juros, é difícil contestar as cláusulas de um contrato depois que ele foi assinado. A melhor solução é, portanto, conhecer bem as cláusulas contratuais, em especial as condições de pagamento, antes da assinatura do financiamento de imóvel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.