finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Firjan aponta aumento de 5,5% em vendas reais em agosto

A indústria fluminense registrou queda de 1,7% nas vendas reais em agosto ante igual mês do ano passado, segundo divulgou há pouco a Federação das Indústria do Estado do Rio de Janeiro (Firjan). Houve, no entanto, aumento de 5,5% nas vendas na comparação com julho, o que levou à conclusão de que a indústria do Estado encontra-se com atividade industrial em ritmo lento ? a utilização da capacidade instalada passou de 78,9% em julho para 76,6% em agosto ?, com recuperação das vendas. Segundo o departamento de economia da Firjan, a evolução esperada da indústria fluminense para os próximos meses "tende a ser positiva na esteira da melhora do ambiente econômico doméstico, com a queda dos juros, as perspectivas de retomada do crédito e a melhora do poder de compra". No que diz respeito ao mercado de trabalho, houve estabilidade no pessoal ocupado em agosto, em relação a julho, e redução de 2,47% na comparação com agosto do ano passado. No ano, as vendas reais da indústria fluminense acumulam até agosto alta de 3,38%.Perspectivas para indústriaA indústria fluminense deverá prosseguir na trajetória de recuperação neste segundo semestre, segundo avalia o presidente do Conselho Empresarial de Economia da Firjan, Carlos Mariani Bittencourt. Segundo ele, a entidade mantém a expectativa de um crescimento de 5% nas vendas reais neste ano, em relação ao ano passado. No acumulado até agosto, as vendas reais da indústria fluminense cresceram 3,38%. "Os resultados estão dentro do esperado, não significa que seja o início do espetáculo do crescimento", disse Bittencourt. Ele acrescentou que "acreditamos que a tendência de recuperação deverá se manter, em função das medidas de redução continuada da taxa de juros e alguns estímulos pontuais ao consumo e ao crédito".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.