Fiscais da Receita anunciam paralisação de dois dias

O sindicato nacional dos fiscais da Receita Federal, Unafisco Sindical, anunciou nesta sexta-feira que pretende paralisar aduanas de todo o País por 48 horas a partir de quarta-feira, em protesto contra a reforma da Previdência. A segunda vice-presidente do Unafisco, Nory Sais de Ferreira, disse que os fiscais pretendem se unir a outras categorias de servidores que discutem a possibilidade de realizar uma greve geral em julho. Os sindicalistas da Receita estão organizando para terça-feira uma marcha para o Congresso Nacional, onde pretendem ser recebidos por parlamentares e expor suas opiniões. O sindicato espera uma adesão de 80% a 90% dos 7.000 fiscais da Receita.Para Nory, ?a Previdência não é deficitária?. Segundo ela, o rombo é provocado no sistema de pensões pela Desvinculação das Receitas da União (DRU), pela qual 20% de tudo o que é arrecadado ?é usado para pagar juros?. Nory afirmou que o governo quer distribuir renda ?entre pobres e miseráveis?. Para ela, a reforma previdenciária não incomoda as camadas mais ricas da sociedade. ?Enquanto você paga uma alíquota de 27% em Imposto de Renda, o Romário ou a Xuxa, que são pessoas jurídicas, pagam 15%.?A sindicalista considera a proposta da reforma ?uma crueldade assombrosa? com os servidores públicos. ?O sindicato não é contra a reforma. Defendemos uma reforma da Previdência que recupere os direitos perdidos com o saco de maldades do governo Fernando Henrique Cardoso?, disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.