Fiscais da Receita suspenderão greve por um mês

Os fiscais da Receita Federal darão uma pequena trégua esse mês no movimento de greve. Enquanto o Congresso Nacional estiver em recesso, os fiscais trocarão a greve por paralisações por apenas um dia da semana. O presidente do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais (Unafisco), Paulo Gil, informou, no entanto, que tão logo as atividades do Congresso forem retomadas, o movimento se intensificará novamente com paralisação por tempo indeterminado. Segundo ele, em protesto a decisão do governo de insistir em não negociar, os fiscais vão manter a paralisação uma vez por semana. O presidente do Unafisco classificou de "calote" do governo a edição de uma nova Medida Provisória (MP), de número 46, sobre a reestruturação da carreira dos funcionários da Receita Federal. A MP 46, reclamou ele, foi editada no mesmo dia em que o Congresso Nacional estava para votar o relatório do deputado Roberto Pessoa (PFL-CE) da MP 2175, que tratava também do funcionalismo da Receita e que foi revogada pela nova MP. Para a categoria, as modificações introduzidas no relatório da MP 2175 eram consideradas satisfatórias. "A decisão de revogar a MP 2175 e editar outra MP foi autoritária e arbitrária. Nem fomos consultados", criticou o presidente do Unafisco.

Agencia Estado,

08 de julho de 2002 | 17h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.