Fiscais de Santos retomam trabalho em operação padrão

Funcionários vão trabalhar em um ritmo mais lento que o normal, já que a mobilização nacional continua

Rejane Lima, da Agência Estado,

16 de abril de 2008 | 14h02

Os auditores fiscais da Receita Federal vão voltar ao trabalho na Alfândega de Santos a partir de quinta-feira, 17, em sistema de operação padrão. A decisão foi tomada nesta quarta-feira, 16, em assembléia da Regional de Santos do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Unafisco Sindical).De acordo com a assessoria de imprensa do sindicato, a decisão foi tomada principalmente por causa da grande quantidade de mercadorias acumuladas aguardando desembaraço nos terminais do Porto de Santos. A Unafisco Sindical alega que a decisão mostra boa vontade dos auditores e a intenção da greve nunca foi atrapalhar o comércio exterior brasileiro e sim mostrar a importância dos fiscais.Desde o dia 18 de março, os 250 fiscais lotados em Santos trabalhavam com apenas 30% do efetivo, quantidade obrigada pela lei. Agora, com a operação padrão, 100% dos funcionários retornam ao trabalho, porém, em um ritmo mais lento que o normal, já que a mobilização nacional continua. Segundo o sindicato, a lentidão acontece porque a análise das mercadorias será mais criteriosa, aumentando a porcentagem de carga vistoriada por contêiner.A operação padrão no Porto de Santos será mantida até pelo menos a próxima semana, quando a delegacia regional do sindicato realizará nova avaliação. A assembléia de hoje reuniu durante duas horas e meia cerca de 90 fiscais no auditório da Alfândega de Santos.

Tudo o que sabemos sobre:
Receita FederalGreve

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.