finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Fisco argentino pede embargo milionário sobre bens do Carrefour

O Fisco da província argentina de Buenos Aires pediu que a Justiça determine um embargo de US$ 46,4 milhões sobre bens da rede francesa de supermercados Carrefour, a maior do país, por evasão de impostos.O subsecretário de Receita Pública da província argentina, Santiago Montoya, disse que o Carrefour e sua subsidiária Norte devem impostos pelo aluguel de espaços especiais e serviços de publicidade a seus fornecedores.A rede de supermercados recebe de seus fornecedores um desconto nos preços pela concessão de espaços especiais para exibir seus produtos ou para fazer propaganda deles nas lojas.Montoya disse que a empresa francesa se negou a informar ao Fisco a receita adquirida com os descontos nos preços dos produtos em troca desses serviços aos fornecedores."Como se negou a fornecer essa informação, com a desculpa de que seus contratos são confidenciais, fizemos um cálculo sobre o que a empresa deve pagar", disse o subsecretário.Portanto, Montoya disse que o Fisco pediu à Justiça que ordene um embargo de 111 milhões de pesos (US$ 38,5 milhões) sobre os bens do Carrefour e de 23 milhões de pesos (US$ 7,9 milhões) sobre os bens do Norte, rede de supermercados comprada pela empresa francesa em 1998.

Agencia Estado,

26 de julho de 2005 | 13h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.