finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Fisher, do Fed, vê risco de EUA ficarem atrás da curva sobre inflação

O presidente do Federal Reserve de Dallas, Richard Fisher, disse que os Estados Unidos correm o risco de ficarem atrás da curva em termos de inflação, à medida que as pressões inflacionárias começam a borbulhar em algumas partes do país.

REUTERS

28 de setembro de 2014 | 13h27

"Eu acho que poderíamos subitamente ter um período de crescimento alto, ver alguma inflação de preços salariais", disse Fisher no programa Sunday Morning Futures with Maria Bartiromo do canal de televisão Fox News. "Não estou preocupado com isso por enquanto, mas eu tenho visto isso no meu distrito e acho que pode acontecer com a nação como um todo".

Fisher disse que a economia dos EUA está "definitivamente correndo à frente do resto do mundo" e que "nossas feridas estão sendo curadas".

Algumas áreas, como o Texas, têm visto crescimento explosivo. O Estado se benficia de uma economia diversificada e um governo pró-negócios que levou a crescimento do emprego e a "imigração massiva".

"Estávamos criando empregos no segundo trimestre à taxa de 5,8 por cento, bem à frente do país", disse. "Se o governo federal se ajeitasse e fosse mais como nós, estaríamos crescendo muito, muito mais rapidamente como um país".

Tudo o que sabemos sobre:
MACROEUAFEDFISHER*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.