coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Fitch aumenta classificação de 13 bancos após elevação do teto soberano

A agência de classificação de risco Fitch elevou nesta quinta-feira ratings (classificação de risco) de 13 bancos brasileiros, após anunciar, mais cedo, que o teto do rating soberano do Brasil passou para "BB+". A nota soberana do Brasil, na Fitch, é "BB". Ou seja, a classificação soberana do País não mudou, mas com a elevação do teto, a agência pôde ampliar as notas dos bancos, que são limitadas por este teto.Além dos bancos brasileiros, a agência também melhorou as classificações de instituições financeiras de vários países. "Na grande maioria dos casos, a principal razão para os upgrades deve-se ao fato de os bancos pertencerem a matrizes fortes, embora no caso de instituições menores as elevações devam-se à solidez financeira intrínseca destes bancos, como demonstrado por seus ratings individuais", explicou a Fitch em comunicado.Os bancos brasileiros cujos ratings foram elevados são:Bradesco Banco do Brasil Banespa Banco Santander Brasil Banco Santander Meridional Banco Itaú Holding Financeira Banco Itaú Banco Itaú BBA Banco Pactual Pactual Overseas Corporation (POC) Banco Safra Banco Votorantim Unibanco

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.