Fitch corta rating da Argentina de B para CC

Rating já era considerado de 'grau especulativo' pela agência antes do rebaixamento, pela incerteza com relação ao pagamento da dívida  

Ricardo Gozzi, da Agência Estado,

27 de novembro de 2012 | 21h45

NOVA YORK - A agência de classificação de risco de crédito Fitch cortou o rating da Argentina de B para CC por considerar que o risco de calote é "provável". A perspectiva é negativa.

O rating soberano argentino, já considerado "grau especulativo" pela Fitch antes do rebaixamento desta terça-feira, foi colocado em revisão no mês passado por causa da crescente incerteza com relação à capacidade do país de pagar sua dívida externa.

A Fitch considera que há uma probabilidade cada vez maior de a Argentina não honrar sua dívida reestruturada por consequência da decisão de um juiz federal norte-americano que proibiu o Tesouro argentino de pagar investidores que participaram de um swap da dívida a não ser que sejam pagos também os investidores que não aceitaram a troca e exigem o pagamento integral dos títulos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ArgentinaratingFitch

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.